sexta-feira, 13 de julho de 2012

Castração Química - O que é?

"Considere o fato de que há milhares de cães sem lar, disponíveis para adoção. Cada pet comprado pode representar um que deixou de ser adotado. Pense nisso com muito carinho antes de colocar mais cães no mundo." (cachorroverde) 


Com essa citação abro o post de hoje.
Bolinha está terrível, toda hora quer "comparecer" com Leona que está em cio; então, a matéria que recebi por e-mail do canina blog veio me informar mais sobre os métodos de castração.

Mas antes alguns esclarecimentos são necessários:
Muitos proprietários de cães inadvertidamente, concluem que a castração do cão é a solução mágica para todos os seus problemas de comportamento do animal. A decisão de castrar  muitas vezes é tomada rápido demais, ao invés de bem pensada  com base nos prováveis ​​benefícios.
As principais razões de castrações geralmente são:
  1. Evitar o acasalamento acidental e, conseqüentemente, filhotes indesejados.
  2. Certas condições médicas, incluindo o câncer de testículo e doenças da próstata.
  3. E / ou para tratar de problemas comportamentais.
Este artigo analisa especificamente as implicações comportamentais da castração de cães e evita ambos os argumentos médicos e moral em torno deste assunto.

O que exatamente é a castração?

Também conhecida como esterilização, a castração é um procedimento cirúrgico que remove os testículos dos cães. É uma operação  realizada sob anestesia geral e normalmente não requer um pernoite no veterinário. Alguns pontos são necessários, mas, geralmente, são removidos após 7-10 dias. 
Os testículos são responsáveis ​​pela produção de testosterona. Como os cães crescem, durante a sua adolescência (6-18 meses), os níveis desse hormônio aumentam de forma que as  características se tornam mais evidentes. Essas caracetrísticas incluem a montagem, levantamento de perna e maiores níveis de agressão. A hipótese é que a remoção dos testículos reduz a produção de testosterona e, portanto, o sexo, o comportamento e o xixi, tenham  relacão com a esterilização.

A castração reduz a agressividade do cão para com os seres humanos?

De todos os comportamentos do cão, a agressividade é o que nos dá a maior preocupação. As razões para a agressão dos cães podem ser variadas. Entender essas razões, suas causas e sintomas requer a experiência de um especialista em comportamento animal. As causas para a agressão a membros da família é normalmente a mais difícil de determinar. Muitas vezes é como um resultado do cão tentando ganhar um posto mais alto dentro da matilha (o que inclui sua família) é a chamada - agressão e dominância. As pesquisas têm mostrado que essa forma de agressão é mais comum em machos não castrados e, nesses  casos, o seu veterinário ou especialista  pode recomendar a castração, como parte de um programa de comportamento para lidar com esta forma de agressão.
A agressão territorial é muitas vezes a principal causa da agressão para os visitantes de sua casa. No ambiente selvagem, agressão territorial por cães provém da necessidade de proteger os recursos de acasalamento e alimentação. Assim, como agressão do domínio, a castração pode também ser parte de um programa de modificação de comportamento.
Por outro lado, o desconforto do seu cão com uma determinada situação ou circunstância pode resultar em medo ou agressão nervosa. Pode haver um número de razões para isso, mas a falta de socialização durante a primeira infância é geralmente a causa principal. Em tais casos, uma castração para tal fim, não vai funcionar.

A castração elimina a urina para marcação do território? A castração é conhecida por ajudar casos de marcação territorial com urina, particularmente quando a marcação está ocorrendo dentro da casa. Mas se a marcação é feita fora de casa, a castração se faz desnecessária se estiver sendo cogitada para esse fim
 A castração quimica se faz atravésde medicamento injetavel e atualmente está sendo a preferida entre os proprietários por não incorrer em  riscos que a cirurgia tradicional normalmente oferece.  Com cerca de 30 dias após a aplicação os cães machos perdem a capacidade reprodutiva.

(Artigo do Canina Blog)
"A CHEGADA da castração química ao Brasil pode ser uma chance para se mudar essa realidade – pelo menos entre os cães machos. Novidade no mercado brasileiro, o Infertile é um medicamento que possibilita transformar um procedimento cirúrgico em um ambulatorial. “O procedimento é muito rápido, leva menos de dois minutos e os cães são liberados logo após a aplicação, sem a necessidade dos cuidados típicos de um pós-cirúrgico”, explica o médico veterinário Ricardo Lucas, sócio-diretor da Rhobifarma, empresa fabricante do Infertile.
Há ainda, a vantagem financeira do produto que custa cerca de 70% menos do que a castração cirúrgica, ou seja, em média R$ 25,00. Outro ponto interessante da castração química de cães machos é o fato de manter a estrutura anatômica, já que os testículos não são retirados. “Cerca de 30 dias após a aplicação do produto os cães perdem definitivamente a capacidade reprodutiva. Além disso, o Infertile também provoca mudanças de comportamento, diminuindo substancialmente a libido”, afirma o veterinário.
CONVERSAMOS com o médico veterinário Ricardo Lucas sobre a castração química e tiramos algumas dúvidas sobre essa novidade. Confira:
CANINABLOG: Com que idade um cão macho pode ser esterilizado?
Ricardo Lucas: A partir dos três ou quatro meses de idade os cães já podem receber o Infertile, desde que já apresentem os testículos dentro da bolsa escrotal. A partir dessa fase, animais de qualquer idade.
CANINABLOG: Muitos animais castrados por cirurgia acabam engordando. Isso também pode ocorrer?
Ricardo Lucas: Pelo contrário, o acompanhamento dos cães que realizaram castração química mostra que uma das vantagens do método é a de não levar o animal á obesidade. A ação do produto diminui a produção de testosterona pelos testículos, sem a cessar completamente. Essa produção mais baixa tem efeito sobre a libido dos animais (que diminui) e é suficiente para evitar o transtorno da obesidade.
CANINABLOG: Qualquer veterinário pode realizar esse procedimento?
Ricardo Lucas: Desde que seguido o protocolo de aplicação, qualquer veterinário pode esterilizar quimicamente um cão. Além disso, oferecemos um treinamento a todos os compradores. No caso de CCZs, onde são comprados volumes maiores, é enviado um técnico para fazer o treinamento pessoalmente.
CANINABLOG: Há algum caso em que a castração química não é indicada?
Ricardo Lucas: Somente em casos de criptorquidismo (também conhecido como ‘testículo escondido’), orquite (inflamação) severa e lesões de pele no escroto.
INTERESSADO no assunto? Então não deixe de ler os posts abaixo:

5 comentários:

  1. Boa Tarde !! para fazer a castração química é necessário anestesia??

    ResponderExcluir
  2. uma boa noticia para os protertores de animais, castração quimica 70% mais barata que a retirada dos testiculos!!!

    ResponderExcluir
  3. Castração química sería uma resposta para o fim dos animais abandonados cães e gatos?? Inclusive como controle populacional de espécies invasoras como javalis?

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante uma vez que que o procedimento cirúrgico traz complicações tanto durante quanto depois paguei caro pra castrar uma gata e ela não acordou após a cirurgia vindo a óbito.

    ResponderExcluir
  5. Essa castração química serve para gatas ?

    ResponderExcluir

LICENÇA DE USO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.