quinta-feira, 31 de maio de 2012

VITAMINA E - CONSERVANTE NATURAL


Vocês que nos visitam já entenderam que preferimos sempre uma alimentação mais próxima da natureza - se não for totalmente, mas que utilizem em seus processos de fabricação, elementos naturais. Muitos fabricantes de alimentos para cães de boa qualidade, não usam conservantes artificiais. Em seu lugar, utilizam a  vitamina E; então, fui procurar mais informações sobre o uso dessa vitamina como conservante e pude constatar os benefícios dessa saudável alternativa. Leiam, é importante.O artigo abaixo foi traduzido daqui





De todas as funções de vitamina E, a função antioxidante é uma das mais importantes. Ela ajuda a estabilizar a estrutura molecular das diferentes células tornando-as mais forte para suportar os processos da oxidação destrutiva.
Em muitos casos, as funções da vitamina E servem reparar danos que possam ter ocorrido a partir radicais livres. Estamos familiarizados com o uso de vitamina E na dieta humana, mas ela também desempenha um papel vital em produtos alimentares para animais.

Você sabia que muitas problemas de saude dos nossos animais estão ligadas a alimentação?Muitas pessoas vêem isso como um fato verdadeiro, e não apenas uma alegação exagerada.

A oxidação das moléculas de gordura em muitos alimentos para animais é um problema comum, isso se deve ao fato  de sofrer alterações quando entra  em contacto com o ar por  um período de tempo mais prolongado. Com isso, os benefícios nutricionais dos alimentos são  severamente diminuídos  e a comida se torna apetitoso para os nossos animais de estimação e, o que é pior,   este processo pode tornar os  alimentos, impróprios para o consumo animal

Quando a vitamina E é utilizada  como anti-oxidante na fabricação, esses problemas não acontecem;
fórmulas de alimentos para cães quase sempre incluem alguns valores bastante elevados de gorduras, então, para manter a integridade destes nutrientes essenciais algum tipo de conservação deve ser usado.
Os alimentos enlatados são protegidos do ar com oxidação induzida, mas produtos alimentícios ensacados  não têm esse luxo.



A vitamina E, combinada com vitamina C e o selênio fornecem uma mistura potente de ingredientes naturais que podem combater a oxidação causada pelos radicais livres.
Entre a lista de ingredientes conservantes artificiais são BHT (hidroxitolueno butilado), BHA (hidroxianisol butilado) e etoxiquina. Dessas fórmulas químicas, é a etoxiquina que traz uma maior  preocupação. Alguns estudos científicos têm mostrado que este ingrediente faz elevar certas enzimas hepáticas.Mas, apenas se ingerido em grandes quantidades.
Em concentrações normais, o significado clínico é extremamente baixo e considerada como de risco muito baixo para a saúde dos cães.
Estes estudos foram conduzidos pela Monsanto, que é uma fabricante líder de Etoxiquina. Embora a empresa trabalhe para mostrar que não faz mal, o centro do FDA de Medicina Veterinária quer que a quantidade  de etoxiquina seja reduzida em pelo menos 50%.
Escolha sempre a  alternativa mais saudável não compre alimentos secos para cães contendo BHT, BHA ou etoxiquina. Você pode optar por comprar algumas  marcas que utilizam  conservante livre ou  natural.


No entanto, você precisa ser cauteloso com os produtos que você está comprando. Como não existem interpretações rígidas quanto ao uso de tais termos, o alimento de cão pode ainda conter alguns níveis de cores artificiais, corantes ou conservantes de alimentos.
Você deve inspecionar de perto o rótulo para descobrir se todos os ingredientes indesejáveis ​​estão excluidos. Certifique-se que o alimento  está utilizando funções da vitamina E como parte de sua fórmula de preservação.
Alimento de cão seco com baixos níveis de  conservantes artificiais não devem representar um risco elevado para a maioria dos cães.
Por outro lado, você pode "sentir mal com isso" - e eu acho que isso já é o suficiente como um motivo para você preferir comprar a  comida do seu  cachorro sem preservação artificial.
Você pode encontrar uma série de ambos os alimentos de cão -  secos e enlatados agora disponível - que use apenas conservantes naturais, tais como a vitamina C e vitamina E selênio.
Fique atento:  com esses tipos de produtos  você precisa  se certificar de que eles serão consumidos por seu animal de estimação dentro de 6 meses a contar da data de fabricação original.
Isso irá assegurar que você está usando comida de cachorro que contém funções de vitamina E e, que estão operando com a máxima eficiência.

Foi boa essa informação? Eu não sabia disso, você sabia?
 
 


 

terça-feira, 29 de maio de 2012

Cardiomiopatia Felina


Muitas vezes nos surpreendemos quando o nosso animal de estimação aparece com uma doença séria, tão de repente! Fique esperto, a doença vinha se desenvolvendo e você não percebeu; os animais não são como  nós humanos que sentimos e relatamos os sintomas - eles não falam - mas o comportamento se altera. Preste atenção ao seu gatinho, ele pode estar seriamente doente e você não notar!

O Artigo da Dra. Becker me esclareceu bem sobre essa doença, espero que seja de grande valia para outras pessoas. Caso prefira em inglês pode encontrar aqui.

Boa Leitura


Cardiomiopatia Feline
Dr. Karen Becker

Cardiomiopatia soa como uma palavra de fantasia. Mas, realmente, "cardio" - coração, muscular em latim é "mio" e "patia", que significa doença - coloque todas essas coisas juntas e, você descobre "cardiomiopatia", que é doença do músculo cardíaco. Existem diferentes tipos de cardiomiopatia hipertrófica, incluindo cardiomiopatia, cardiomiopatia dilatada, cardiomiopatia restritiva e Cardiomiopatia Hipertrófica Feline (HCM - Hypertrophic cardiomyopathy).

A cardiomiopatia hipertrófica é uma doença cardíaca que acomete os gatos. Doença  comum em gatos, mas raramente visto em cães, que adquirem mais a cardiomiopatia dilatada. A palavra "hipertrófica" significa espessada, sendo uma  condição onde as paredes e ventrículos do coração tornam-se demasiadamente espessas ou hipertrofiadas. Várias outras doenças também causar espessamento da parede ventricular esquerda, incluindo estenose aórtica, hipertireoidismo e hipertensão arterial sistêmica.
A HCM é diagnosticada quando outras doenças tenham sido  descartadas, pois a HCM é muitas vezes hereditária. Na verdade, existe um teste disponível atualmente para um gene específico mutação nas raças Maine Coons e Ragdolls. Mas infelizmente, outros gatos de raça pura, como persas e orientais, americanos cabelos curtos – estão predispostos a desenvolverem essa doença. Mas, acredite ou não, é o gato de casa  que é mais comumente diagnosticado com HCM. Os gatos geralmente desenvolver CMH na meia-idade, mas a doença pode ser encontrada em gatos de qualquer idade.

Como acontece a  HCM
Sempre que você trabalha um músculo, ele cresce; isso é uma coisa boa, certo? Depende, será ao contrário se esse músculo for o coração e que esteja se tornando grande.

O espessamento que ocorre na HCM não é normal. A gravidade dessa condição, depende da espessura da parede muscular.
Alguns gatinhos desenvolvem apenas um leve espessamento, já outros têm uma forma muito mais significativa da doença.
À medida que a HCM progride, a estrutura do coração é alterada e a sua  função cardíaca também é afetada. As paredes do músculo ao se espessarem perdem a flexibilidade e, dessa forma , o ventrículo esquerdo não pode mais relaxar ou alongar de forma eficiente para se encher de sangue. Isso pode causar um sopro no coração. As válvulas não crescem como o músculo cardíaco então, tornam-se deficientes, causando uma acumulação de sangue no átrio esquerdo, empurrando o  fluido de volta para os pulmões e na cavidade torácica, o que faz com que, em última análise aconteça a insuficiência cardíaca congestiva.
Em alguns gatos - felizmente não muitos - o espessamento do coração faz com ocorra uma  arritmia que pode causar morte súbita. Alguns gatinhos desenvolvem tromboembolismo aórtico felino - um coágulo sanguíneo que se forma na aorta causando um bloqueio do fluxo de sangue, geralmente, para as pernas traseiras. Desnecessário dizer, que isso faz surgir uma paralisia súbita, com dor intensa, levando muitas vezes, a morte.

Sinais e Sintomas
Os sintomas da HCM variam e dependerão, em certa medida, da gravidade da doença. Gatos com doença leve não necessariamente têm sintomas. Mas em um gatinho com HCM significativa, geralmente há alguns sinais que você seria capaz de perceber.
Como sabemos, a maioria dos gatinhos doenças escondem  muito bem o que sentem, então até que essa condição se agrave, mesmo em um gato com a doença significativa, pode não apresentar nenhum sinal, mesmo muito leve, para que seja um indicativo da doença cardíaca.
Em gatos com sintomas óbvios, é bom observar - desconforto respiratório causado por insuficiência cardíaca congestiva ou paralisia da perna, devido à coágulo de sangue.
Gatos que sofrem de insuficiência cardíaca congestiva não tossem como as pessoas ou cães. Na verdade, em vez disso, tendem a ter respiração boca aberta ou até mesmo ofegante. Você precisa observar, mesmo para o esforço de exercício, têm dificuldade em percorrer uma distância sem ter que parar e se recuperar.

Diagnóstico
Filhotes com HCM, têm muitas vezes um problema na válvula mitral . Este movimento anormal da válvula obstrui o fluxo sanguíneo e pode resultar em uma ruído  que pode ser ouvido com um estetoscópio. Às vezes, o seu veterinário pode constatar esta condição no início apenas por ouvir esse ruido.
Um gato com HCM com dificuldade para respirar ou sem movimento traseiro das pernas devem ser vistos imediatamente por um veterinário, para que possa receber o tratamento necessário  como a terapia de oxigênio, medicação anticoagulante, ou medicamentos para a dor.
A melhor maneira de diagnosticar HCM é com ultra-son não-invasivo, que também é chamado de ecocardiograma do coração. Isto é feito com um contraste e Doppler espectral com imagem, que é realmente  tridimensional para visualizar a estrutura e função do coração. Um eletrocardiograma ou eletrocardiograma e raios-X podem contribuir para o diagnóstico, mas não deve ser utilizado isoladamente para diagnosticar esta condição.

Sobre a medicação?
No momento, não há cura para o HCM. As alterações que ocorrem no músculo do coração são permanentes. Mas se o seu HCM está ocorrendo por causa de uma questão secundária subjacente, o tratamento da doença primária pode resultar na resolução parcial ou completa do HCM
Sintomas.
Inibidores da ACE e diuréticos são utilizados para tratar a insuficiência cardíaca congestiva em gatos. Em casos do acúmulo de líquidos grave na cavidade torácica, o veterinário pode precisar remover o fluido com um cateter para ajudar o gato a respirar melhor. Drogas que pretendem reduzir os coágulos sanguíneos são, às vezes, usados em pacientes que estão em risco de tromboembolismo.
Estes medicamentos devem ser monitorados de perto para evitar hemorragia e não há nenhuma garantia de que os coágulos de sangue não se  formarão mesmo utilizando-se esses medicamentos.

Recomendações Holística da Dra. Becker

Eu prefiro  usar um suplemento natural chamado nattokinase que reduz o risco de formação de coágulos sanguíneos no lugar dessas drogas anti-coagulantes. Nenhuma droga é comprovadamente  eficaz para melhorar a função cardíaca em pacientes com HCM. Muitas vezes, estes filhotes não são tratados até que a insuficiência cardíaca congestiva se desenvolve.
 
Eu vejo muitos gatinhos com esta desordem e que tiveram sucesso excelente, não só retardando a doença, mas, na verdade, melhorando as intervenções  repetidas com ultra-sons utilizando-se um combinação de ubiquinol e alguns aminoácidos, incluindo taurina, L-arginina, e acetil L-carnitina. Eu também uso algumas ervas como o espinheiro.

Como esta doença,  na minha opinião, está enraizada realmente com  deficiências dietéticas de proteína pura, eu recomendo fortemente a todos os meus pacientes , em primeiro lugar, o consumo de proteína de primeira qualidade, eliminando da dieta, todos os grãos e carboidratos desnecessários que os gatos não precisam.

O prognóstico para os gatos com HCM é altamente variável. Alguns gatinhos desenvolvem apenas um leve espessamento pouco comprometendo a função cardíaca, enquanto outros gatinhos desenvolvem realmente um  quadro significativo da doença.  A HCM pode progredir rapidamente durante um período de meses ou pode realmente progredir muito lentamente ao longo de vários anos. Um caso leve pode permanecer inalterado por muitos anos e, de repente avançar e se tornar grave.
O risco de insuficiência cardíaca congestiva depende da gravidade da HCM. Gatos com coração fraco tem um prognóstico ruim, por isso a minha recomendação é começar um protocolo de apoio o mais rapidamente possível. Um diagnóstico precoce e um protocolo pró-ativo garantem aos gatos uma maior e
melhor oportunidade de diminuir progressivas mudanças cardíacas e manter uma excelente qualidade de vida. Cuide do seu gatinho.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Uma grande notícia - queria vê-la acontecer sempre!

Rio-pretense faz fila para adotar cães

Comovidas com o apelo feito pelo Profeta das Cores, pessoas vão até casa em demolição para oferecer ajuda Nany Fadil

nanyfadil@bomdiariopreto.com.br

Rio-pretenses fizeram fila neste sábado (26) em frente a uma casa em demolição, na Redentora, que abrigou temporariamente o Profeta das Cores e os cachorros que o artista cuida, mas que precisam de um lar. As pessoas foram lá para oferecer ajuda e até para adotar os animais. Segundo Sílvia Américo, leitora do BOM DIA, que esteve ontem na casa, o Profeta já saiu de lá e levou os cachorros. “Deixei o nosso telefone com um vizinho. Tentaremos ajudar de alguma forma.” O BOM DIA relatou, na edição de sexta-feira, o drama pelo qual passa o Profeta das Cores. Sem local para morar, ele busca abrigo para os cães de rua e os filhotes. Recomeço/ Pavão, ou melhor Ted, já tem um novo lar, comida e carinho. A universitária Rosiane Aparecida Candido, de 20 anos, foi até a casa em demolição, na sexta-feira, e adotou um dos cachorros que estava com o Profeta. É um cão sem raça definida, com cerca de 2 anos de idade, e que ontem já demonstrava afeto pela nova dona. “Eu amo animais, mas morava em prédio e não podia ter um cão. Agora que mudamos para uma casa, o Fred vai junto.”      Fonte: http://www.redebomdia.com.br/

Vai um Boeuf Bourguignon aí?



Alimentos Gourmet para Animais de Estimação

O artigo abaixo, eu escolhi porque sempre achei muito sem graça as rações que eram oferecidas aos meus cães. Quando conheci o Cachorro Verde, da Sylvia Angélico, pude me aventurar por muitas outras informações sobre nutrição de cães e gatos e escolher a que mais acho adequada aos meus queridos peludos. É lógico que não estou desacreditando dos alimentos comerciais, até porque, até onde me informaram, são realizadas muitas pesquisas para seu desenvolvimento. Mas sabor e saúde devem andar juntos, vocês não acham? Bom, leiam e tirem suas conclusões.

“Esta noite em várias partes do mundo, muitas pessoas vão se sentar para um jantar aquecendo os restos do almoço ou pedindo uma entrega de pizza. Seus cães e gatos, entretanto, irão jantar como  epicuristas, beneficiários de uma revolução foodie que transformou muitas cozinhas em restaurantes de quatro estrelas para animais de estimação.

Os gatos que antes se regalavam com atum simples agora saboreiam em sua mesa, pratos como salmão selvagem, guarnecido com ovo soufflé e folhas verdes; toda essa sofisticação faz  parte da linha de pratos elegantes para gatos em um restaurante australiano temático de Weruva, com peixes nativos como barramundi e trevally.

A espécie canina pode degustar  no Café francês, uma mistura sedutora de pato, arroz integral, cenoura, maçãs douradas deliciosas e ervilhas oferecidos por Merrick, uma pequena empresa familiar em Amarillo no Texas ou, testar suas papilas gustativas no Havaí com Luau Kauai, frango com arroz integral, batata doce, camarão, ovo, alho e couve em um consommé de lagosta. A festa na praia é um dos deleites do cão Tiki de Petropics..

Na maioria dos lares americanos, as pessoas têm que apertar o cinto. A hora das refeições perderam um pouco do seu brilho. Mas...,  no chão da cozinha, no entanto, o quadro é otimista.

"Hoje em dia é considerado socialmente aceitável o tratamento de animais de estimação como membros da família o que se expressa com gastos generosos especialmente quando se trata de comida", disse David Lummis, o analista sênior da indústria pet.


Joe Davison, um consultor financeiro em San Francisco com lojas de Catnip & Bones na Chestnut Street, deu aos seus dois Labradores pretos um upgrade culinária cerca de quatro anos atrás. Eles agora jantam no Cookout Cowboy e Grammy Pot Pie, dois dos sabores retro-americanos vendidos por Merrick.


"Os cães adoram e, eu acredito, que essa alimentação contribui para suas magníficas pelagens, mas admito que é parcialmente baseado no que parece ser bom para mim, o Sr. Davison disse. "Você pode ver as ervilhas verdes e pedaços de batata, juntamente com os pedaços de carne. É surpreendente uma comida de gente. "

A nova geração de alimentos para animais feitos por chefs  detem apenas 5% do mercado de pet food, mas é um mercado promissor. As vendas no varejo de alimentos para cães e gatos ultrapassaram US $ 19 bilhões em 2011, de acordo com a empresa de pesquisa de mercado Euromonitor International. Além disso, as margens de lucro no que é às vezes chamado de categoria super-premium, um nicho vagamente definido que abrange alimentos para animais natural, orgânico e gourmet, pode chegar a 40 por cento, em comparação com 30 por cento de marcas de prestígio e de 20 por cento das marcas padrão.

Os proprietários, chamados "pais de  animais de estimação" pelos fabricantes de alimentos super-premium, não se importam de abrir suas carteiras e pagar extra, mesmo em épocas de recessão.

Duas forças subjacentes têm intensificado o desejo de gastar: animais de estimação o envelhecimento desses animais e uma população cada vez maior de donos ricos que gastam dinheiro com eles.


A Associação Americana de Produtos para Animais (American Pet Products Association), afirma em seu mais recente estudo que em cerca de 4 em cada 10 lares americanos possuem um gato e quase metade, um cão. Cada vez mais, estes animais são de meia-idade ou idosos. A mais recente edição do "American Veterinary Medical Association nos EUA Propriedade Pet e Demografia Sourcebook ", publicado em 2007, relatou que cerca de 4 em 10 desses cães e gatos têm idade superior a 6.

Ao mesmo tempo, relatou, que as famílias com renda de mais de 70.000 dólares representa quase metade da despesa total em alimentos para animais em 2010, contra menos de um terço em 2000. Um novo estudo da indústria pet através de relatórios mostrou que, aqueles que ganham mais de US $ 100.000 por ano aumentaram a sua quota de pet food na despesa e agora respondem por cerca de um terço do mercado total.

Estes são precisamente os consumidores conscientes da importância de uma boa saúde, procurando restaurantes que satisfaçam os seus cães e gatos na hora das refeições.

Parte superior do formulário
"Eles podem cortar despesas como comprar um  carro novo ou fazer uma viagem ao redor do mundo, mas eles não vão economizar com seus animais de estimação", disse Tom Nieman, o proprietário de uma empresa de alimentos – “Isso não vai acontecer."


Os gigantes do pet-food, empresas como a Nestlé Purina Pet Care, a fabricante de alimentos para gatos Fantasia Festa, enxergaram esse cenário e criaram as linhas de luxo. A Purina apresenta Medleys elegantes, um ramo de luxo Festa Fantasia, em 2006, com sabores como “Peru Florentino em um molho delicado com os verdes do jardim", que custa cerca de 20 centavos a mais do que um produto simples e vende por cerca de 70 centavos.

Em 2009, a empresa trouxe uma linha de aperitivos para gatos em sabores como o vapor de tilápia e caldo de atum Tongol. Para os cães, Purina veio com criações caninas Chef de Michael ("chef de inspiração, canino-desejado") em 2009, uma linha de alimentos secos e molhados em sabores como frango assado com guarnição de cenoura e milho. A empresa está adicionando costela, frango ensopado e sabores do peito de carne bovina neste inverno.
Embora não assutem a grande Purina, que controla cerca de um terço do mercado de pet food, as empresas de boutique têm registrado um forte crescimento, muitas vezes em casa dos dois dígitos, ao longo dos últimos anos.

Todos se beneficiaram grandemente quando em 2007 aconteceu algo terrível no mundo pet-food, quando o glúten contaminado na  proteína de arroz da China causaram insuficiência renal fatal em milhares de cães e gatos em todo o mundo. A proteína contaminada foi encontrada na comida para animais fabricada pela Menu Foods, uma empresa canadense que fornecia cerca de 100 pet-food marcas nos Estados Unidos.

Durante a noite, milhares de donos de animais em causa mudaram sua lealdade para pequenas empresas com uma identidade de marca construída sobre o uso de ingredientes puros, muitas vezes comercializados como " humana" e fabricado em usinas que também produzem o alimento enlatado para os seres humanos. Em alguns casos, os ingredientes são embalados à mão.
"Um monte de marcas da linha média premium, que ainda tem um monte de grãos e carboidratos em si, perderam a tração para empresas como a minha", disse Christine Hackett, que fundou Petropics com seu marido, Robert, em 2005, depois de trabalhar em pesquisa e desenvolvimento para Petco.

O cão Tiki e Gato Tiki representam um nicho, fantástico que, nos últimos cinco anos, estabeleceu uma identidade separada das dezenas de marcas de comida saudável e nutritivas que lotam as prateleiras de lojas pet. Os principios da saude continuam a fazer parte da campanha de marketing, mas o novo restaurante com estilo pet alimentos é um novo território, orientando as glândulas salivares suscetíveis de pais do animal de estimação.

"Nós queríamos que a arte, a culinária, a sensação de férias", disse Hackett, um devoto da cultura polinésia e arte tiki. "As receitas foram inspiradas em nosso próprio jantar quando comememos fora." Daí Luau Lanai para gatos (atum em caranguejo surimi consommé) e Maui Luau para cães (frango com arroz integral, batata doce, ovo, alho e couve em consommé de frango). Quem sabia que havia uma Margaritaville para animais de estimação?


Sr. Nieman, em Fromm, falou de sua visão da rede de produção de alimentos pets na formulação de sua "quatro estrelas" - linha de alimentos secos para cães e gatos. O Surf grão-livre e Turf para cães, uma viagem culinária em um saco, inclui ingredientes como salmão selvagem, pato, galinha e "escolhidos a dedo" legumes e frutas. O queijo de Wisconsin dá um toque sutil locavore.


A Linha Azul Buffalo de bistrô inspirada em comida de gato oferece receitas consagradas pelo tempo como o clássico boeuf bourguignon. A empresa tem também uma linha spa.


Refletindo uma tendência forte em jantar do restaurante, algumas empresas pet-food, deliberadamente tomam um desvio em torno de alta cuisine e traz de volta, deleites reinterpretados e atualizados. Alimentos Merrick para cão enlatado inclui tudo o que os americanos adoram;  tentações como hambúrguer e batatas fritas, Festa Trout Campfire e bagageira Gameday. Os gatos podem ir de regional com New England Ferver (peixe branco, lagosta, caranguejo, camarão e sardinha) e Southern Delight, uma mistura para lights de bagre, frango e lagostim.

Weruva introduziu na cozinha para gatos , uma linha de pratos com nomes bonitinhos stewlike como abóbora respingo Jack e Love Me Tender.

Nada é muito bom, quando se trata de oferecer a  bola de pêlo, persnickety que governa a casa. "Você fica muito feliz por ser  capaz de oferecer alguma coisa nova e ver o gato lamber todo o prato", disse Hackett de Petropics. "E os gatos o fazem!”

E você? O que tem oferecido ao seu mais querido e devotado amigo? Conta pra gente!

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Cães reconhecem pessoas boas


É fácil saber quando um cãozinho vai com a nossa cara - Photo: ALAMY
Crédito: Photo: ALAMY

É fácil saber quando um cãozinho vai com a nossa cara
Crédito: Photo: ALAMY
Meu pai dizia (e ele conhecia a alma dos cães!), que os animais reconheciam a alma das pessoas, ou seja, sabiam por instinto se elas iriam ou não praticar atos ruins.
Eu tenho observado, ao longo dos muitos anos que convivo com cães e gatos, que essa afirmação é verdadeira; eles sabem ou sentem quando você está triste, alegre, cansado ou doente.
No artigo  abaixo que encontrei no http://petmag.uol.com.br/comprovei a afirmação do meu pai.

"Dra. Monique Udell e sua equipe, da Univerdade da Flórida, realizaram diversos experimentos envolvendo cães domesticados e também seus semelhantes, os lobos.
Dois pares tiveram a oportunidade de implorar por comida, um deles para pessoas atentas aos seus pedidos e outro a pessoas que ignoravam a solicitação.
Os pesquisadores chegaram à conclusão que lobos, assim como os cachorros domesticados, são capazes de obter sucesso nesta tarefa escolhendo apenas se aproximar de pessoas atentas aos seus “olhinhos pidões”.
Isso demonstra que ambas as espécies – domesticados e não domesticados – têm a capacidade de se comportar de acordo com o estado de atenção dos humanos.
Portanto, pode-se considerar que eles nascem com esta habilidade, apesar de lobos terem menos prática e cachorros terem ganhado mais experiência com os inúmeros mimos recebidos durante o jantar.
Cachorros têm se tornado ainda melhores conforme passam mais tempo ao lado dos humanos. Cães de abrigos não se mostraram tão desenvolvidos quanto pets bem-amados, revelando que a exposição a humanos permite melhorar suas habilidades de “leitura”
Isso é bem verdade, meus cães, sempre me escolhem para pedir - nunca ao meu marido - "Toda Formiga sabe a folha que corta.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Jardins e cães - parceria possível?

Jardim orgânico, pelo planeta e por seus cães.
 
Todas as vezes  que visito a minha sogra (ela mora com a minha cunhada), encontro os cães da casa presos lá no fundo do quintal, de onde quase nunca saem; o motivo? Eles fazem buracos na grama e  o dono da casa (vejam que maldade!), ameaça soltá-los na rua. Isso vem me constrangendo muito, não sei se é porque não dou muito valor a isso, ou porque amo demais os meus cães para fazer tal absurdo. Pensando nisso, encontrei algumas dicas sobre essa "convivência"      - animaisXvegetais e, se posso fazer alguma coisa por eles, que são muito mais humanos do que aquele que se diz assim.
Com boa vontade e um minimo de trabalho é possível manter essa convivência em perfeita harmonia.

Delimite Canteiros.  Proteja as  plantações das patas e caudas balançando. Os cães podem ser ensinados onde está permitido eles andarem  e onde não está.
 
Cavando, Encontre ou separe um local onde seus cães possam praticar suas habilidades de escavação sem construir túneis. Você pode levá-los até o local, enterrando um bom pedaço de osso (eles precisam ver você fazer isso!).
 
Deixe uma planta livre de "patrulhamento"  torno do perímetro do seu quintal, os cães, instintivamente, não passam por fronteiras.
 
Contrua uma barreira em torno das plantas da família das solanáceas, incluindo tomate, berinjela e batata; sua folhagem e talos contêm alcalóides perigosas que podem matar um cão. Dedaleira (Digitalis purpurea), beladona (Atropa belladonna), Larkspur (Delphinium ajacis) ter efeitos tóxicos sobre o coração e circulação. Quando os cães comem grandes quantidades de cebolas, podem sofrer a destruição das células vermelhas do sangue. Folhas de ruibarbo (Rheum rhabarbaram) contêm ácido oxálico. Em quantidade, o que danifica os rins.
Evite coberturas de cascas de cacau; seu cheiro de chocolate as torna atrativas, mas contêm teobromina, que é tóxico para cães.
Evite plantas que produzem amendoas nas áreas utilizadas pelos cães; tanino é uma toxina para os caninos; nozes mofados também são um problema. Evitar árvores com cascas tóxicos, tais como cereja (contém cianeto, como componentes). E, algumas árvores de frutas com caroço duro (damascos, ameixas) podem fornecer matéria-prima para a obstrução dos intestinos.
Não use metaldeído contendo isca para caracóis, que é altamente venenoso para cães e gatos.Uma barreira de cobre é uma boa alternativa; lesmas e caracóis são impedidos de atravessá-la pela carga positiva da fita elétrica minúscula.
Proteger as árvores novas, especialmente se você tiver um cão macho. Certifique-se de lavar com frequência o tronco e o solo com água fresca. Ou, garantir uma proteção contra respingos de cobre ou galvanizado com altura adequada e circunferência ao redor da árvore em desenvolvimento nos primeiros dois anos para desviar a atenção indesejada de seu filhote.
Canteiros são uma solução excelente. Os cães podem ser ensinados onde está permitido e onde eles não são. Quanto mais evidente for a distinção física entre essas áreas, mais fácil o treinamento. Cercas  são ótimas; meu vizinho instalou uma, usando telas de arame - ficou excelente e o jardim dele, bem protegido.. Um jardim mais elevado requer solo extra e as alterações nos primeiros anos, mas os resultados valem os esforços e os gastos iniciais. Você vai ensinar seu cão não saltar para o jardim (com um pouco de treinamento). Mas se você não se interessou por nenhuma dessa dicas - fica um conselho: NÃO CRIE ANIMAIS - SÓ VEGETAIS!
Você tem alguma dica sobre o assunto? Faça um comentário sobre ela, talvez ajude alguém com esse problema.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Informando sobre cães...

http://img.webmd.com/dtmcms/live/webmd/consumer_assets/site_images/articles/health_tools/mistakes_pet_owners_make_slideshow/photolibrary_rm_photo_of_tick_in_tweezers.jpg
Cuidado com os Carrapatos

Depois de uma caminhada na mata,  verifique se o seu cão está com carrapatos, certo. Picadas de carrapatos podem colocar o seu cão em risco para a doença de Lyme, febre maculosa das Montanhas Rochosas, e um punhado de outras doenças. Eles também podem causar doenças graves nos gatos. Se o seu animal de estimação tem carrapatos infectados, isso coloca o resto da família em risco. Se você encontrar um carrapato, retire-o cuidadosamente com uma pinça, tomando cuidado para não esmagá-la. Pergunte ao veterinário sobre anti-tick medicinal. Os petshops oferecem de excelentes marcas.

http://img.webmd.com/dtmcms/live/webmd/consumer_assets/site_images/articles/health_tools/mistakes_pet_owners_make_slideshow/photolibrary_rm_photo_of_tick_in_tweezers.jpg


Não deixe o seu cão conduzi-lo

Um cão mal treinado pode puxar você durante um passeio. De acordo com o CDC, dezenas de milhares de pessoas acabam no pronto-socorro a cada ano por causa do animal de estimação - essa afirmação está relacionada com quedas e, muitas dessas quedas ocorrem durante a caminhada - ou quando uma pessoa faz alguma viagem com o seu cão. Especialistas dizem que o treinamento deobediência é a melhor maneira de evitar algum acidente desse tipo quando você sair para caminhar com seu cãozinho. Não precisa castigar o animal, ele só quer se divertir! Ao invés disso, leve-o a um treinamento, os dois vão lucrar com essa atitude.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Adote um gato!

Na nossa casa sempre existe espaço para mais um; a última a chegar foi uma gatinha preta, muito linda e adoravelmente ativa! Minha filha Carolina já lhe deu um nome - Lucy - e ela já tomou conta do pedaço. Na próxima semana vai ser castrada  e estamos muito felizes com ela.

Você tem um gatinho? Adote um - Tire um animal das ruas, a recompensa é imensa.

O ROM ROM DO GATINHO

O gato é uma maquininha que a natureza inventou; tem pêlo, bigode, unhas e dentro tem um motor. Mas um motor diferente desses que tem nos bonecos porque o motor do gato não é um motor elétrico. É um motor afetivo que bate em seu coração por isso ele faz ron-ron para mostrar gratidão.No passado se dizia que esse ron-ron tão doce era causa de alergia pra quem sofria de tosse. Tudo bobagem, despeito, calúnias contra o bichinho: esse ron-ron em seu peito não é doença - é carinho.
De Um Gato Chamado Gatinho,
livro de FERREiRA GULLAR.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Você é um proprietário responsável?


"Tu se tornas responsável por tudo aquilo que cativas" 
(Saint-Exupeury - Pqueno Príncipe)

Nós, que temos amigos maravilhosos como os animais, principalmente aqueles que convivem conosco, em nossas casas, sentimos um amor construído ao longo dessa salutar convivência e, quem ama cuida não é? Então, hoje deixo para você que me visita e que tenho certeza, tem um amigo-animal em sua vida, umas dicas para proteger aquele que, independentemente de canino, felino, roedor, pássaro, é o seu maior tesouro. Cuida dele tá.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Fraldas - Usar ou não usar - Eis a questão!

Sinceramente, as vezes tenho vontade de colocar fraldas em Bolinha e Leona - xixi a toda hora! Isso sem contar quando Leona entra no cio, um horror! Nesse último caso, é um uso bem obvio; a fralda protege os móveis, tapetes e pisos. Mas, somente nesse caso eu me permito usar - não conte com a fralda, como uma forma de impedir a cruza,  um cão macho vai encontrar uma maneira de contornar a fralda e você pode encontrar uma ninhada de filhotes inesperada. Mantenha sempre uma fêmea no cio longe, de um cão não castrado.

Mas sempre alguém tem uma estória pra contar sobre esse acessório. 
 
Maritza
Um caso de como uma fralda pode ser útil. Ela tem vários problemas de saúde,  visita regularmente o veterinário e toma muitos medicamentos. Recentemente  passou por uma cirurgia na bexiga e teve  esse órgão reduzido. Com isso, quando ela bebe água , produz urina e sem espaço na bexiga, faz xixi nas cadeiras, camas e almofadas do sofá quando os donos não se encontram na casa.Então a fralda faz um bem enorme para todos.
 
Ducker
É o mesmo caso, cirurgia na bexiga, dimiiinuindo sua capacidade de reter urina. Também usa fraldas.
 
Ozzito
Era meu gato muito querido que usava fralda de vez em quando. Ele urinava nas cortinas e na roupa que estivesse por perto, até nas paredes! Então  usava por uma questão de higiene.
.
Se você estiver procurando fraldas para o seu animal de estimação, compre produtos de qualidade, pode ser muito pratico para nós mas é incomodante para eles.
Veja aqui  vídeos mostrando como converter fraldas comuns em fraldas para animais de estimação, que pode ser uma boa solução em caso de emergência.

E você? Tem uma estória pra contar sobre fraldas? Fala aí vai...!

terça-feira, 15 de maio de 2012

Terceira idade - os cães precisam se preparar.


Bolinha já tem 8 anos, já é um senhor maduro, já não salta quase voando de um lado para o outro, os anos pesam. Antes ele costumava a subir na mesa para dormir (aprendeu com um gatinho que vivia em sua companhia) e ali ficava esparramado. Subia na caixa do ar-condicionado para alcançar a janela e era lindo de se ver! Sei que daqui mais para frente, ele vai ficar mais limitado e procuro lhe proporcionar uma qualidade de vida mais conveniente com essa limitação trazida pela idade. Então hoje, trago um artigo interessante sobre alimentos para cães idosos e você que, assim como eu, tem o privilégio de conviver com um animal por muitos anos, vai gostar e aprender  a transformar a vida do seu amigo, muito mais confortável ao longo dos anos que com certeza ainda virão.

Exercícios suaves para cães mais velhos

"Só porque o seu cão idoso se move mais lentamente,do que quando era jovem,  não significa que ele deve parar de se exercitar. Cães idosos, especialmente aqueles com artrite, não só pode fazer o exercício  - como também, em muitos casos, eles devem se exercitar para ajudar a aumentar a flexibilidade e resistência, fortalecendo os músculos ao redor das articulações, e ajudando a evitar problemas de saúde causados ​​pela obesidade. Exercitar também a função intestinal , que é especialmente importante em cães idosos. E, já que a obesidade tende a fazer com que a artrite fique  pior, qualquer atividade que ajude seu cão a perder peso, pode aliviar os sintomas a longo prazo. Tente fazer exercícios de baixo impacto, como natação e caminhada moderada, com o seu velho companheiro."
(http://pets.webmd.com/dogs/guide/diet-nutrition) 

Se o seu cão está ficando mais velho e mais lento, você pode até achar que a culpa é do peso que ele ou ela ganhou; da mesma forma, você se o seu cão que tinha um apetite de leão agora parece ter perdido o interesse pela comida.
Quando um animal de estimação fica com idade avançada, os seus hábitos alimentares e necessidades dietéticas mudam.
Qual a idade que determina se seu cão já é idoso?
“Depende da raça e do peso corporal" diz Fred Metzger, DVM, Diplomate ABVP. "Raças grandes e gigantes envelhecem mais rápido do que cães menores."
Metzger - que possui a Metzger Animal Hospital em State College, Pensilvânia e é professor adjunto da Penn State University - diz a WebMD que, além de produzir fazer a diferença, os cães com excesso de peso também envelhecem mais rápido do que os cães magros.
Como regra geral, os cães são considerados mais velhos quando eles chegaram a metade da sua expectativa de vida, diz Mark Nunez, DVM, presidente da Associação de Medicina Veterinária da Califórnia 2009-2010 e proprietário de uma clínica veterinária em Van Nuys, Califórnia
Em geral, os "cães pequenos vivem a cerca de 15 a 20 anos de idade, enquanto cães maiores vivem a cerca de 12 a 15 anos.", Diz Nunez. Cães maiores são considerados mais velhos com cerca de seis anos e cães menores se tornam mais velhos em torno de oito ou nove.
Cães mais velhos precisam de uma nutrição especial?
“Cães idosos geralmente necessitam de menor teor calórico e dietas para ajudar a prevenir a obesidade - um problema enorme em idosos – sendo necessário uma maior quantidade de fibras nas dietas, para melhorar a saúde gastrointestinal ", diz Metzger.
"Com certeza,  a coisa mais importante para um cão idoso é a sua exigência de energia fica menor", diz Nunez. Com metabolismo mais lento, cães mais velhos são mais propensos a ficar acima do peso ou obesos.
Muitas empresas de alimentos para cães já oferecem formulações para os idosos ou seniors, Nunez recomenda, uma dieta de baixa caloria para cães mais velhos.
Se possível, os proprietários devem alimentar seus animais de estimação com os alimentos adequados ao seu estágio na vida. Mas alguns proprietários têm mais de um cão e preferem comprar apenas um tipo de alimento.
Nesse caso, os alimentos rotulados "multi-estágio" seria aceitável para filhotes, adultos e idosos. "No entanto fica difícil estabelecer quantidades  quando você faz dieta de" multi-estágio com vários animais”, diz Nunez. "Então, esses alimentos são a  minha segunda opção. Mas algumas pessoas simplesmente não podem separar os alimentos. O filhote vai entrar na dieta sênior e o cão sénior vai entrar na alimentação do filhote de cachorro.”
Metzger diz que quando se trata de lanches, você deve oferecer ao seu cão sênior aqueles saudáveis ​​e de baixo teor de gordura e baixo teor de sódio . Ao contrário do que muitos donos pensam,  os ossos e biscoitos de leite como oferecidos como  lanches, existem outras alternativas - "Os vegetais são muito bons", diz Metzger. "A maioria dos cães, gostam de pedaços de cenoura e fatias de maçã." Devemos, no entanto,  evitar uvas e passas, porque são prejudiciais aos cães.
“Os cães podem também precisar de mais água à medida que envelhecem. "A habilidade do corpo para manter o equilíbrio de água é reduzida à medida que envelhecem", diz ele. Então, fique atento – mantenha a tigela de água do seu cão sempre cheia e limpa; eles precisam de muita água.

Quais problemas de saúde podem afetar dieta de um cão sénior?

Se seu apresentou algum problema de saúde em seus últimos anos, você pode precisar da ajuda de um veterinário ou nutricionista veterinário para planejar uma dieta adequada. "Animais mais velhos, com condições específicas, como diabetes , insuficiência renal ou doença hepática podem requerer dietas especiais as quais somente um  veterinário vai poder auxiliar no tratamento de suas condições ", diz Metzger.
Cães com doença cardíaca devem  receber menos calorias nos alimentos do que um cão adulto jovem para se manterem com o peso baixo, bem como menor sódio nas formulações.
"O objetivo de uma dieta para diabéticos é o de retardar a absorção de um alimento", diz Nunez. “Isso é importante para cães com diabetes. Quando os alimentos são absorvidos lentamente, o açúcar no sangue tende a aumentar mais lentamente.
“Baixo teor de gordura, alta ingestão de fibra nos alimentos são indicados  para cães diabéticos,” diz Nunez. Consulte o seu veterinário sobre qual tipo de comida para comprar.
Alguns cães idosos também têm problemas com prisão de ventre , por isso uma dieta rica em fibras irá ajudá-los a regularizar essas funções.
Muitas dietas seniores possuem mais fontes de alta qualidade de proteína do que alimentos convencionais, isso ajuda a manter o peso corporal e a massa muscular sem colocar demasiada pressão sobre os rins.

Cães idosos podem tomar suplementos?

Muitos cães idosos lutam contra artrite e dores articulares. Para resolver este problema, muitos alimentos especiais para seniors contêm glucosamina e sulfato de condroitina, que Nunez diz poder ajudar nas articulações.
Metzger também diz que os proprietários que decidem dar ao seu cão suplementos de glucosamina e condroitina, devem usar formulações veterinárias, e nunca suplementos para humanos.
Embora esses suplementos possam ser úteis, cães com problemas nas articulações e artrite não devem usálos, diz Nunez. "As pessoas pensam que a glucosamina é a melhor coisa, mas a melhor coisa é a gestão de peso."

O que fazer quando um cão idoso se recusa a comer?

É comum que os cães mais velhos tenham o apetite reduzido, diz Nunez. Existem várias causas, p. ex., alguns cães têm problemas gastrointestinais que trazem em náusea, enquanto outros perdem o apetite por causa de câncer .
"Quando um cão recusa a comida", diz Metzger, "certificar-se com o veterinário se outros problemas de saúde subjacentes estão ocorrendo, tais como doenças dentárias, diabetes, doença renal ou câncer." Ele também diz que quando os cães perdem o interesse em alimentos secos , acrescentando água quente, caldo de galinha, ou uma pequena quantidade de alimento enlatado, ele pode despertar interesse tornando-se  mais atraente.
Refeições cozidas podem ser atraentes também. "Aquele cheiro aromatizante pode despertar o apetite  do cão", diz Nunez. Alguns proprietários alimentam seus cães com combinações de alimentos, como frango cozido e cevada ou cordeiro cozido e arroz.
As lojas de animais também vendem intensificadores de sabor para  serem adicionados aos alimentos. "Além disso, como último recurso, existem medicações - estimulantes de apetite - que pode ajudar os cães comem", diz Nunez.
“Mas esses tratamentos só devem ser usados depois que o seu  veterinário descartar a possibilidade de doenças graves,” diz Metzger.
Pelo sim e pelo não – fale com seu veterinário, use alimentos nutritivos e saudáveis e que não sejam difíceis de mastigam e digerir – eles merecem o nosso carinho e cuidados.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Carrapatos e Doenças Transmitidas por eles

 Eu já falei aqui muitas vezes sobre Carraptos! Nossa, como já sofri com eles..., até perdi um caõzinho muito querido por conta desse "bichinho", tão pequeno mas tão perigoso.
Por isso, hoje trago-lhes um artigo esclarecedor sobre o assunto e merecedor de crédito. Uma coisa é certa - ACABE COM ELES!




Os carrapatos são encontrados em quase todas as partes do mundo e são especialmente prevalente em áreas quentes e, são vetores de várias doenças em cães, incluindo:
  • A febre maculosa
  • Erliquiose canina
  • Babesiose canina
  • Hepatozoonose Canina
  • A doença de Lyme
No caso da doença de Lyme e Febre Maculosa das Montanhas Rochosas, as duas podem também serem transmitida aos seres humanos e aos gatos; os carrapatos podem transmitir diferentes formas de erliquiose, babesiose e hepatozoonose que pode afetar os seres humanos e outros animais.

A saliva de carrapatos também pode produzir uma reação de hipersensibilidade alérgica e, no caso das  fêmeas do carrapato madeira, carrapato  estrela e carrapato Costa do Golfo, uma doença chamada caraccterizada pela paralisia.  No cão, os carrapatos  machos são do tamanho de uma cabeça de fósforo e as fêmeas podem  se expandir para o tamanho de uma ervilha após uma refeição de sangue. Carrapatos são muito menores - aproximadamente do tamanho de uma cabeça de alfinete.


Os carraptos  não correm ou  saltam como as pulgas fazem, mas  lentamente. Eles sobem até a grama e as plantas e fixam as pernas até que passe algum animal  hospedeiro. Quando um animal de sangue quente passa, o carrapato adulto rasteja sobre eles e começa a se alimentar.

Os carrapatos podem se prender a qualquer parte da pele do cão, mas são comumente encontrados ao redor das orelhas, entre os plantares e, às vezes nas axilas. Um cão gravemente infestado pode ter centenas deles por todo o corpo. Durante a alimentação, a saliva do carrapato pode penetrar no corpo do hospedeiro com o sangue,  transmitindo as doenças. 

Os machos e fêmeasse acasalam sobre a pele do cão, após a fêmea se alimentar de sangue;  depois ela cai e vai por os ovos. Isto ocorre geralmente de 5 a 20 horas após o cão ser atacado pelo carrapato. Assim, a remoção imediata de carrapatos é um método eficaz de prevenir doenças transmitidas por eles.
os carrapatos podem deixar um cão e transferir para as pessoas, embora isso não seja comum. Uma vez se  alimentando em um cão,  vai se alimentar até quetermine seu ciclo e  não vai procurar um segundo hospedeiro.

Como tratar

Sempre examinar o seu cão depois de caminhar em áreas infestadas por carrapatos. Se você encontrar apenas um ou dois, a melhor coisa a fazer é removê-los. Tenha em mente que o sangue de carrapatos pode ser perigoso para as pessoas. Portanto, não esmague ou esprema um carrapato com seus dedos. Antes de retirar o carrapato, colocar luvas de borracha ou descartáveis.
Carrapatos que não estão ligados à pele são facilmente removidos com um par de pinças. Há também dispositivos especiais para a remoção segura, que estão disponíveis  nos mercados pets.Uma vez removido, o carrapato pode ser morto quando colocado em álcool.

Você deve ter cuidado se você encontrar um carrapato com a cabeça enterrada na pele, porque a cabeça pode soltar e ficar presa. Segure firmemente o carrapato com uma pinça ou um dispositivo de remoção do carrapato, o mais próximo possível do corpo do cão quanto possível, sem beliscar a sua pele, então retirá-lo.
Use a pinça para colocar o carrapato em uma jarra ou prato de plástico com um pouco de álcool. Selá-lo bem e jogar no recipiente do lixo ao ar livre ]. Não jogue no sanitário, porque o carrapato irá sobreviver à viagem e infectar outro animal. Lave as pinças cuidadosamente com água quente e álcool.

Se a cabeça ou boca permanecer incorporadas na pele, voc~e  vai notar vermelhidão e inchaço é susceptível de ocorrer no local da picada. Na maioria dos casos, esta reacção apaga-se em dois a três dias. Um pouco de pomada antibiótica ajudará a prevenir essas infecções da pele. No entanto, se não o faz - ou se a vermelhidão parece estar ficando pior - consulte o seu veterinário.

Se o cachorro tem muitos carrapatos, o tratamento envolve um banho de  inseticida que contém piretrinas naturais ou sintéticos indicados para carrapatos ou um organofosforado. Certifique-se de eliminar todos os carrapatos a partir do local onde o seu cão vive.
Os carrapatos que entram nos canais auditivos, devem ser removidos por um veterinário.

Previna

Carrapatos devem ficam presos a pele durante várias horas antes de transmitir doenças. Portanto, se você eliminar todos os carrapatos imediatamente após o seu cão andado por locais suspeitos, vai prevenir muitas infecções transmitidas por esses bichos.

As coleiras para carrapatos  contendo amitraz são bastante eficazes no controle . Mas só têm eficácia por até três meses, e não devem ser utilizadas em cachorros com 12 semanas de idade e não deve ser usado em cães que convivam com crianças - O Frontline, é um produto indicado para controlar, matar a maioria dos carrapatos por até 30 dias após uma única aplicação. Considere usar este produto junto com um colar de carrapato amitraz durante a época da infestação. Outra opção é Certifect, dos criadores de Frontline, que contém amitraz e começa a matar carrapatos dentro de 6 horas. Advantix é outro tópico que o produto pode repelir e matar algumas espécies de carrapatos. Consulte o seu veterinário para encontrar o produto correto para seu cão.
 
 Consulte sempre o seu Vaterinário, só ele vai poder lhe indicar o tratamento mais eficaz para seu peludo.
 

LICENÇA DE USO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.