terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Industria da Alimentação Animal - a verdade que não aparece.


Fatos chocantes sobre a indústria da Alimentação Animal


Cada dia me convenço mais que ração industrializada não é a única alternativa para alimentar meus animais e sempre foi por isso, que muitas vezes, eu mesma preparei seus alimentos (debruçada sobre estudos, muitas vezes em outra língua que traduzi, com ajuda do meu esposo),com muito carinho e cuidado. O texto abaixo, nos relata o que devemos saber sobre o que oferecemos aos nossos animais e nos alerta sobre nosso próprio alimento.SE você preferir poderá encontrar o texto original aqui

“Enquanto vivia no Canadá, a  Sra. Martin, tinha dois cães que ficaram doentes após,  comer um alimento comercial seco. Ela analisou os alimentos em dois laboratórios independentes, bem como em um laboratório do Ministério da Agricultura. Os laboratórios independentes determinaram um nível tóxico de zinco presente no alimento. Após nove meses de espera para o laboratório do governo apresentar o resultado de suas análises, indicaram que não havia níveis de minerais tóxicos. Ela levou a fabricante do alimento para animais de estimação ao tribunal para recuperar os custos de suas contas veterinárias e os testes, mas posteriormente, perdeu o caso. O fato lhe incentivou a começar  uma investigação de sete anos sobre a indústria de alimentos para animais de estimação.


A Sra. Martin afirma que sua investigação descobriu práticas chocantes e desconhecidas da indústria de alimentos para animais de estimação, incluindo o uso de animais doentes, mortos nas rodovias e aqueles sacrificados. São acusações muito fortes, no entanto, a autora diz que muitas pessoas, quando ocorrem atropelamentos ou necessidade de sacrificios, contratam “empresas” para cremar/incinerar esses animais, mas, às vezes, essas “empresas” vendem os animais para uma uma outra, que envia o material processado para fabricação de pet food. Esta é uma questão estética, bem como uma questão de segurança, de acordo com o autor. Pentobarbital sódico, amplamente utilizado na eutanásia, não é degradado durante o processamento, deixando resíduos de drogas na carne. A Sra. Martin também sugere níveis de outras drogas presentes nos alimentos para animais de estimação, incluindo antibióticos e hormônios, bem como fungos, isso pode ser o suficiente para causar danos a saúde dos animais de estimação.

As peças de carne de bovino, ovinos, peixes e outros animais usados nos alimentos para animais de estimação são, segundo o autor, muitas vezes, "impróprias para consumo humano", incluindo a medula espinhal, cartilagens, ossos, pulmões, cérebro, unhas, cabelo, intestino, cabeças de peixe e vísceras.

Dos estados em que os EUA responderam quando contactados pelo autor, nenhum tinha leis sobre os livros que proíba expressamente a utilização de animais de companhia na industria alimentícia de animais. Estes resultados levaram a investigação sobre quem regula este setor e constatou que, apesar de existirem agências governamentais os EUA e Canadá, que aplicam normas de como os alimentos para animais fabricado, não há nenhuma entidade governamental que supervisione e fiscalize exatamente o que é permitido na fabricação da alimentação animal.
A linha inferior: A Sra. Martin sugere aos donos de animais que não comprem alimentos industrializados. Ela defende uma alimentação isenta de produtos industrializados, optando por uma dieta caseira saudável, que inclui proteína, carboidratos e gorduras que os animais de estimação precisam Inclusive, fornece receitas e outras dicas úteis para a manutenção de animais de estimação plenamente saudável, além de  listas de fontes de vitaminas e minerais necessários.

O livro de Ann Martin, Alimentos Animais Die For, é um olhar, às vezes chocante repugnante para a indústria de alimentos para animais, e deve abrir os olhos do leitor sobre as fontes de "nutrição" que os americanos confiam como fonte de nutrientes para seus animais de estimação.


E .... para seu novo livro:


Prefácio Messonier Shawn, DVM

Ann Martin investiga ouso de milhões de dólares na indústria de alimentos desde 1990 e é reconhecida internacionalmente como uma  autoridade sobre os perigos das rações comerciais.

Nesta nova edição atualizada Alimentação Animais Die For, publicada pela primeira vez NewSage Press em 1997, ela mais uma vez vai nos bastidores da
indústria de alimentos comerciais para animais de estimação e descobre os ingredientes desagradáveis que podem ser legalmente utilizados por companhias comerciais, incluindo eutanásia de cães e gatos, carne estragada e contaminadas, grãos mofados e ardidos e gordura. Ann Martin também documenta a experimentação animal em curso financiados pelas principais empresas de alimentos para animais de estimação em nome de pet food nutritivos.

Ann Martin brinda os leitores com informações cruciais sobre como ler os rótulos
em alimentos para animais de estimação, e discernir por si próprios se querem ou não alimentar seus animais com produtos industrializados.

Também em seu livro, oferece alternativas saudáveis para a alimentação
dos companheiros animais com receitas nutritivas e fáceis de preparar. Para as pessoas
que não têm tempo para cozinhar, Martin oferece informações sobre diversos
empresas de alimentos para animais de estimação que produzem de forma saudável, alimento de primeira qualidade para animais de estimação.

Ann Martin constrói um argumento forte para nossos animais de estimação; eles irão viver mais tempo e com qualidade de vida sem as rações comerciais.


Na sua investigação para o livro Ann Martin's acumulou reconhecimento especial do Project Censored, patrocinado pela Sonoma State Escola de Jornalismo da Universidade, como um dos mais importantes. Desde então, este livro se tornou um clássico best-seller para a saúde de espírito donos de animais.

Martin assegura em seu livro; Proteja seu animal de estimação: fatos mais incríveis, também são abordados, como os problemas de
rações comerciais, e  outras questões de saúde animal de estimação-relacionados, tais como sobre-vacinação, a dieta de carne crua, Rimadyl, inchaço, e muito mais.

Ann Martin é uma colunista para a melhor revista de Nutrição. Ela também é
uma convidada freqüente dos EUA e do Canadá no rádio e televisão para
apresentar suas opiniões sobre a indústria de alimentos comerciais para animais de estimação.
(Fonte: http://y2khealthanddetox.com/annmartin.html)Ouvir
Ler foneticamente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LICENÇA DE USO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.